Deu no jornal: “Colecionadores de livros autografados garimpam sebos em busca de raridades”

Saiu hoje no caderno Ilustrada do jornal Folha de São Paulo um artigo sobre colecionadores de autógrafos: “… usa a tática que descreve como ‘pular na jugular do escritor’, entrega seu exemplar, a autora autografa, pega-o de volta e sai apressado da livraria. (…) Até aquele dia, (…) nem sequer tinha ouvido falar da autora, quanto mais lido algum de seus livros”. Artigo completo aqui.

Eu, hein… Na minha opinião o autógrafo representa algo: um elo com amigos, um registro de autores admirados, uma lembrança da ocasião. Cada um dos meus exemplares autografados tem uma história própria, que o torna único em seu significado para mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s